Neste Papo rápido, Joyce Souza da continuidade ao assunto Mix de Marketing falando sobre o Produto.

O mix de marketing (4 P’s) é o conjunto de ferramentas de marketing ou táticas que a empresa combina para produzir a resposta que deseja no consumidor. Consiste em tudo o que uma empresa pode fazer para influenciar a demanda do seu produto. partindo da analise de 4 elementos básicos do mercado conhecidos como: os 4 P’s.

A meta do marketing e de suas atividades na organização é: criar valor para o cliente e construir relacionamentos lucrativos e fortes com ele. Diante disso, segue a estratégia de marketing, que é a lógica de marketing por meio da qual a empresa espera criar esse valor e alcançar esses objetivos lucrativos.

O plano estratégico define a missão e os objetivos gerais da empresa. E através do plano estabelecido, a empresa decide a quais clientes ela vai prestar serviços (segmentação e definição do público-alvo) e como fazê-lo (diferenciação e posicionamento). Ela identifica o mercado total e o divide em segmentos menores, seleciona os mais promissores e se volta para o atendimento e a satisfação dos clientes nesses segmentos.

A construção do seu Mix Marketing é relativamente simples, porém ela deve ser apoiada em um conhecimento profundo do mercado que se está atuando. Você precisa entender os gostos e necessidades do seu consumidor e do segmento que o seu público-alvo está, para então, manter um bom relacionamento com o seu público-alvo e fideliza-lo.

Neste e nos próximos programas irei abordar cada um dos pilares do Composto do Mix de Marketing começando pelo produto.

O Produto, É tudo o que se refere aos “bens e serviços” que uma empresa disponibiliza ao mercado-alvo, para “atenção, aquisição, uso ou consumo”, tendo em vista a satisfação das necessidades do cliente.. Ele pode ser tanto um produto físico quanto um serviço oferecido aos consumidores. Sendo que seu processo de criação deve priorizar e incluir os seguintes pontos:

  • Variedade: Ou seja, versões disponíveis do produto, ou linhas de produtos;
  • Qualidade: que é o que o produto deve ter para atender melhor o consumidor diante dos seus concorrentes;
  • Design: cor, tamanho, tipografias, usabilidade. Este aspecto define como o produto irá “conversar” com o cliente.
  • Características: O que o produto deve conter para satisfazer o consumidor;
  • Nome da marca e nome do produto: Um dos pontos chaves para este P, pois é através dele que o consumidor consegue associar a sua Marca e os Valores da Empresa com o Produto.
  • Embalagens: é um ponto importante unido aos demais, para a tomada de decisão do cliente para se obter o produto ou não. A embalagem é um dos primeiros contatos que o consumidor tem com o produto em si.
  • Serviços: o que é atribuído ao produto além de sua tangibilidade.

Estudar o produto significa entender o seu ciclo de vida: a introdução dele no mercado, o seu crescimento através das estratégias de marketing, a sua maturidade e o declínio e retirada deste produto do mercado.

Para isso, você pode utilizar a Matriz BCG que é uma ferramenta de análise de portfólio baseado no ciclo de vida do Produto. Por meio dela você pode também comparar o seu produto com os seus principais concorrentes e ver como você está posicionado dentro do mercado que atua.

Ela é uma ferramenta interessante também para analisar, por exemplo, se são necessários investimentos para aumentar a participação no mercado ou, se ao contrário, o fluxo de caixa é suficiente para colocar outros produtos no mercado.

Portanto, o produto é a materialização do valor, posicionamento e fidelidade que uma empresa deseja passar para o seu público-alvo. Compreende um conjunto de benefícios, com elementos tangíveis e intangíveis, resultando na soma da satisfação física e psicológica do consumidor quando realiza uma compra.



Ainda não conhece o Acelerato? Não perca tempo, acesse agora e cadastre-se gratuitamente clicando aqui