Neste Papo Rápido, Larissa Ramos fala sobre Pesquisa de Satisfação.

Conhecer profundamente os gostos e necessidades dos clientes, bem como o que lhes causa insatisfação, é a chave para que as empresas mantenham um relacionamento saudável e duradouro com estes que são sua principal razão de existência.

A pesquisa de satisfação é um mecanismo que possibilita com que organizações percebam se estão de fato realizando um trabalho satisfatório no que se refere aos produtos vendidos ou serviços prestados.

Agora eu vou falar sobre as principais definições desse tipo de levantamento:

Inicialmente, é imprescindível que a empresa possua um ou mais canais de comunicação com o consumidor. A pesquisa de satisfação consiste em uma série de questionamentos respondidos pelo cliente, de forma a expressar o grau de contentamento que ele apresenta em relação a algo relacionado à determinada organização ou até mesmo referente à totalidade do atendimento prestado.

É importante, também, que você saiba o que perguntar ao seu consumidor, a fim de se obter respostas cruciais para o que for mais importante em determinado momento. Dessa forma, ao expressar o que realmente acha de algum produto ou serviço, por exemplo, o cliente tem o poder de modificar o que não lhe satisfaz.

Ainda que isso não ocorra de forma imediata, as organizações tem dado cada vez mais atenção a esses indicativos, pois representam a imagem que as pessoas têm do que é oferecido. Sabendo claramente o que deve ser melhorado ou mantido, muitas empresas desenvolvem trabalhos voltados para esse enfoque e veem nisso algo muito positivo.

Embora possa parecer evidente que as organizações consigam muitos benefícios com a aplicação das pesquisas de satisfação, o assunto possui vertentes ainda mais aprofundadas. Mudanças nos rumos da gestão podem ser adotadas, uma vez que a companhia sabe que algo não agrada à sua clientela.

Os pontos que os clientes classificam como positivos também merecem atenção, pois podem ser uma importante arma para se vencer a concorrência.

Assista ao vídeo.



Ainda não conhece o Acelerato? Não perca tempo, acesse agora e cadastre-se gratuitamente clicando aqui