Qual a relevância das métricas de qualidade para um projeto

Gerenciar projetos sempre foi uma tarefa bastante árdua, pois existem diversos aspectos que influenciam diretamente no resultado final. Alcançar ou não os objetivos almejados depende de diversos profissionais e, em alguns casos, de mais de um departamento.

Dessa forma, é necessário utilizar algumas ferramentas para avaliar a realização dos trabalhos. Nesse sentido, as métricas de qualidade sempre ajudaram bastante. Contudo, com a evolução tecnológica, que viabiliza de maneira cada vez mais rápida e concisa a obtenção de diversas métricas, fazer uso desse recurso é essencial.
Pensando nisso, vamos apresentar abaixo alguns detalhes sobre as métricas de qualidade e como trabalhar com elas. Acompanhe com atenção e garanta o sucesso dos seus projetos!

O que exatamente são métricas de qualidade?

As métricas de qualidade fazem parte do PGQ (Plano de Gerenciamento da Qualidade) e podem ser definidas como um dado real referente ao desenvolvimento de determinado processo relativo a um projeto (serviço ou produto). Ou seja, uma métrica se refere ao resultado obtido ao se medir uma “ação”, sendo que esse dado resulta de uma análise feita a partir de definições específicas.

Basicamente, pode-se dizer que a métrica define como o processo em questão será medido, quais serão os atributos a serem levados em consideração, sendo que o objetivo final (o dado almejado) também é definido previamente. E exatamente por isso, um mesmo projeto pode (e deve) ter diversas métricas de qualidade.

Como trabalhar com essas métricas?

Embora algumas pessoas pensem que é algo complexo trabalhar com essas métricas, se tudo for bem planejado, torna-se simples e extremamente eficiente. Pense, por exemplo, em uma métrica de qualidade relativa ao serviço de atendimento ao cliente onde o objetivo é resolver aproximadamente 90% dos chamados na primeira interação.

Nesse caso, como já se sabe qual é o resultado almejado, resta apenas definir a técnica de medição e alguns outros pequenos detalhes específicos (atualmente é possível automatizar quase todos esses processos) e, posteriormente, analisar o resultado para saber se ele está dentro daquilo que era pretendido. Ou seja, trabalhar com esse recurso é cada vez mais simples, mesmo sua relevância sendo cada vez maior.

Qual a importância das métricas de qualidade no gerenciamento de projetos?

Pode-se dizer que um dos papéis mais relevantes das métricas de qualidade é impedir que falhas continuem sendo cometidas. Obviamente, existem métricas sobre diversos aspectos, mas aquelas que apontam erros que estão comprometendo os resultados, assim como aquelas que mostram o que está sendo feito da maneira mais adequada, são de extrema relevância. Isso porque, ao identificar um problema por meio de uma métrica, o gestor pode adotar medidas com o intuito de eliminar a falha em questão.

Sobre esse assunto, vale ressaltar ainda que utilizar ferramentas digitais que sejam realmente eficientes é fundamental para auxiliar na obtenção de métricas precisas. Nesse sentido, o Acelerato pode ser considerado uma excelente alternativa. Esse sistema on-line, além de permitir que sejam feitas interações eficientes a qualquer hora e a partir de qualquer local, também tem um importante papel na gestão de projetos, inclusive disponibilizando relatórios completos em pouco tempo.

Gostou?
Tem alguma dúvida, sugestão ou critica?
Por favor deixe seu comentário no final da página.
Até a próxima!
——————————————————————————————-
Este post é um oferecimento de Acelerato – Sistema Online para colaboração, comunicação e produtividade.



Ainda não conhece o Acelerato? Não perca tempo, acesse agora e cadastre-se gratuitamente clicando aqui