Existem diversos fatores na hora de definir quais indicadores chave de desempenho sua empresa vai seguir. Porém, há alguns critérios que podem ajudar nessa tomada de decisão. Uma delas é se estes KPIs são objetivos SMART.

Quer saber mais sobre o que são objetivos SMART e como escolher os KPIs certos para analisar no seu negócio? Então continue lendo!

Afinal, o que são os Objetivos SMART?

Muitas empresas possuem diversas dúvidas sobre quais indicadores chave de desempenho, ou KPIs, acompanhar. Porém, não fazem o básico que é avaliar se as métricas e índices que têm a disposição são objetivos SMART.

SMART é a sigla em inglês para Specific, Measurable, Achievable, Relevant e Time-bound.  Ou seja, Metas e objetivos SMART são aqueles que são Específicos, Mensuráveis, Alcançáveis, Relevantes e Delimitados em um recorte de tempo.

Porém, há autores que usam outros termos para compor os objetivos SMART. Por isso, não se assuste se encontrar em outros lugares Realist em vez de Relevant, ou Assignable em vez de Achievable, por exemplo.

Veja algumas dicas de como liderar uma equipe com eficiência!

Vamos nos aprofundar nestas características:

Específicos – Um objetivo SMART precisa ser claro e objetivo em seu propósito. Isso vai impactar todo o processo de definição, acompanhamento e geração de insights em cima dele.

Mensuráveis – É preciso que haja formas claras e assertivas de mensurar aquele resultado. Por exemplo, não é possível estabelecer a meta de dobrar os números de visitantes em uma loja, se não há um dispositivo que meça quantas pessoas efetivamente visitam aquele lugar.

Alcançáveis – Toda meta traçada deve ser alcançável. Caso contrário, as pessoas envolvidas no processo podem simplesmente desistir de tentar por julgar impossível.

Relevante – De que adianta analisar um número e não tirar insights, não é mesmo? Um objetivo SMART precisa ser relevante para o negócio, senão não há porque acompanhar aquele número.

Delimitados em um recorte de tempo – Para medir com exatidão um resultado é preciso delimitar o período de tempo dos dados que serão usados. Ao traçar uma meta é preciso definir em quanto tempo a empresa pretende alcançá-la.

Exemplos de Objetivos SMART

Nada como exemplos para ajudar a fixar um conteúdo, não é mesmo?

Analise comigo: a meta “vender mais” isoladamente não é smart. Agora, “nossa meta é vender 10% mais de bolos de milho para aproveitar a sazonalidade das festas juninas” é um objetivo smart.

Outro exemplo: a meta “ter mais seguidores nas redes sociais” não é smart. Porém, “nossa meta para este mês é aumentar a taxa de conversão das nossas páginas de compra pela internet” é SMART.

Conclusão

Agora que você já sabe os princípios básicos para definir metas e objetivos smart para suas equipes, precisa de uma ferramenta que ajude a ter dados assertivos para acompanhar o desempenho dos colaboradores, não é mesmo?

Por isso, você precisa conhecer o Acelerato – Sistema Help Desk e Gestão de Projetos Ágeis. Com ele é possível acompanhar, por exemplo, nível de serviço (SLA), apontamento de horas, satisfação do cliente e muito mais!



Ainda não conhece o Acelerato? Não perca tempo, acesse agora e cadastre-se gratuitamente clicando aqui