Apesar de ser um assunto considerado ‘batido’ em diversos blogs de marketing e gestão, a Analise de SWOT, se feita corretamente, é uma das mais importantes para entender o ambiente e momento que a empresa vive e visualizar quais caminhos ela deve seguir para atingir seus objetivos. Ela é a base para qualquer planejamento estratégico que a empresa queira fazer.

Quando falamos de SWOT logo nos vem a mente aquela tabela ou matriz onde colocamos as ‘forças‘ e ‘fraquezas‘ da empresa e as ‘oportunidades‘ e ‘ameaças‘ que ela sofre. O problema é saber o que colocar em cada uma delas. Veja bem, a Analise de SWOT, como o próprio nome diz, é uma analise, ou seja, é necessário um mínimo de pesquisa para montá-la. Mas o que pesquisar? Como definir o que é força, fraqueza, oportunidade ou ameaça? Quais as vantagens de se fazer essa analise?

Neste primeiro de dois posts irei explicar os passos para se fazer uma boa Analise de SWOT no meio digital, as suas vantagens, como definir os objetos de estudo e como fazer a analise do Macro ambiente para aplicar no planejamento estratégico da empresa. Já deixo avisado que para esta tarefa você precisará pesquisar muito, ou seja, não é um trabalho rápido. Preparados? Antes de mais nada, vamos definir o que é a Analise de SWOT.

Definição

Analise de SWOT se trata de uma ferramenta da administração, que possui como principal finalidade avaliar os ambientes internos e externos e assim, formular estratégias de negócios para a empresa.

Esta técnica foi inventada por Albert Humphrey entre 1960 e 1970 durante uma pesquisa na Universidade de Stanford, utilizando dados das 500 maiores corporações da época. O termo SWOT é uma sigla inglesa, formada pela 1ª letra de cada ponto estudado: Forças (Strengths), Fraquezas (Weaknesses), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats).

Vantagens

Entre as vantagens da matriz de SWOT estão:

  • Efetuar análises internas e externas;
  • Identificar elementos importantes para a gestão da empresa.
  • Avaliar Riscos/Problemas a resolver.
  • Deixar visível para todos a situação de “Onde Estamos” e “Onde Queremos Chegar”
  • Gerar hipóteses
  • Priorizar ações de negócios.

Resumindo, seu principal objetivo é auxiliar na definição de estratégias para manter os pontos forte, reduzir a intensidade dos fracos, aproveitando as oportunidades e protegendo-se das ameaças.

(pré) Análise de SWOT

Como mencionado anteriormente, para preencher a matriz de SWOT você deve analisar o micro e o macro ambiente na qual a empresa está inserida.

Mas antes de começar, para que já façamos a analise mais especifica para as nossas necessidades, precisamos definir 3 objetos:

  • Público de interesse,
  • Competidores e
  • Portfólio de Canais

Caso já tenha feito isso vá direto para a Analise de SWOT

Públicos de Interesse

A primeira tarefa é segmentar quais os stakeholders mais influentes da empresa, pois todos os passos que iremos tomar, a partir de agora, devem ser pensadas para esses públicos. Para o plano estratégico, além de segmentar, será necessário escolher de 2 a 3 públicos para, quando a analise estiver pronta, definirmos as estratégias.

Aqui não tem muito segredo, faça uma lista de todos os públicos que interessam ou tem interesse na sua empresa. Coloque os clientes, acionistas, imprensa, 3º setor, fornecedores, prospects, parceiros, ONGs, ex-clientes, financiadores, formadores de opinião, influenciadores, comunidades etc.. Se for preciso, você pode subdividir um público, por exemplo, “funcionários” podem ser quebrados em “Diretoria”, “Analistas” e “terceirizados”.

A segunda tarefa é classificar eles pela influencia e interesse que eles têm na marca, como o exemplo abaixo.

Note que quanto mais importante um público for para empresa, mais superior à direita ele estará. Agora é só escolher os públicos que queremos trabalhar durante a analise e definir os competidores.

Escolha no máximo três, pois todos os próximos passos deverão ser pensados para todos os públicos escolhidos, o que torna a analise muito mais complexa e trabalhosa.

Concorrentes

Neste passo definimos os competidores, pois todas as Forças e Fraquezas que a empresa tem é em comparação com alguém, no caso, os concorrentes.

Assim como na definição dos stakeholders você deve listar o máximo de concorrentes que lembrar, os diretos – aqueles que vendem um produto semelhante ao seu – e os indiretos – aqueles que vendem produtos alternativos aos seus. Exemplo: Se você é uma montadora de carro, seus concorrentes diretos seriam outras montadoras de carro, já os indiretos seriam as montadoras de motos, caminhão, bicicletas etc..

Nos concorrentes, você também irá escolher 2 ou 3, por que tudo que você fizer para a sua marca, daqui para frente, também deverão ser feitos para esses concorrentes.

Para saber se você escolheu os competidores corretos você pode fazer uma primeira triagem criando uma tabela com alguns atributos competitivos e preenchendo com as informações que você tem, como abaixo.

No exemplo foram escolhidos dois concorrentes e um Benchmark. Este, explicando de maneira simples, é uma empresa que faz muito bem algo que você gostaria de fazer. Ele pode ser ou não um concorrente, mas é visto como uma empresa modelo , na qual você um dia gostaria de ser.

Portfólio de canais

Escolhidos os Stakeholders e os concorrentes, agora é o momento de definir os canais que sua empresa e os concorrentes usam (ou deveriam usar) para “falar” com os públicos definidos anteriormente, refinando e limitando a pesquisa.

Quando digo canais, estou falando das plataformasque serão pesquisadas: site, blog, facebook, e-commerce, telefone, entre outros, como abaixo.

Essa definição de Canais é importante para se ter uma ideia de quais as formas de comunicação com o cliente que sua empresa e o mercado usam e assim já ter uma ideia de força e fraqueza da marca. No exemplo, a sua empresa não trabalha com email, será que esse canal não representa uma fraqueza e até uma oportunidade para atingir um público ainda não explorado?


 

Analise de SWOT

Definidos os objetos a serem estudados, é agora que o trabalho começa!

Como mencionado anteriormente, a Analise de Swot é o estudo do Micro ambiente em busca das forças e fraquezas da sua empresa e do Macro ambiente em busca de oportunidades e ameaças. Comecemos por este último.

Macro Ambiente

O Macro Ambiente são aqueles eventos que ocorrem fora da sua empresa, aqueles que você não tem controle. São os eventos que impactam todo o ambiente, porém nem sempre tem a mesma influencia, ou significam a mesma coisa para a sua empresa e os concorrentes.

Por exemplo, digamos que o seu produto é vendido em Real e o dos seus concorrentes em Dólar. Isso pode significar uma oportunidade, pois se o Dólar aumentar, provavelmente as pessoas irão buscar produtos locais, pois a variação é menor.

O estudo do Macro Ambiente também não tem segredo. Você irá pesquisar fatores Políticos-Legais, Econômicos, Culturais, Tecnológicos e Ambientais do mercado e irá montar uma lista com as notícias que mais afetam sua empresa.

Esses fatores devem ser fruto de pesquisas (artigos, notícias atuais, pesquisas de mercado) ou de entrevistas com executivos/ profissionais de dentro e fora da sua empresa.

Depois disso, você escolherá as notícias mais relevantes para o seu negócio, entre 5 e 6, e irá definir quais as crenças básicas, implicações e o que fazer para cada uma delas.

É a partir deste estudo que você irá direcionar seu plano estratégico, pois entenderá como um fator do mercado afeta sua empresa e o que fazer quando isso ocorrer, gerenciando os riscos e identificando as oportunidades.

No próximo post irei explicar como fazer a analise do Micro-ambiente, como montar a matriz de SWOT, falar sobre a Swot Cruzada, e dar algumas recomendações finais.

Aproveito para deixar abaixo um vídeo que fiz para a empresa que trabalho, explicando essa primeira parte.

Concluindo, só com essa primeira parte, nós já conseguimos perceber que a Análise de SWOT se trata de uma ferramenta poderosa para uma ampla análise do ambiente da empresa e que pode ser usada em corporações de qualquer porte ou tamanho. A análise de SWOT é a base para qualquer planejamento estratégico que a empresa queira fazer.

Gostou?

Tem alguma dúvida, sugestão ou critica?

Deixe seu comentário mais abaixo.

Até a próxima!

——————————————————————————————-



Ainda não conhece o Acelerato? Não perca tempo, acesse agora e cadastre-se gratuitamente clicando aqui