Com informações visuais das etapas do desenvolvimento, o Cumulative Flow Diagram, ou CFD, é ideal para entender onde estão os gargalos do seu desenvolvimento. Assim, conseguimos realizar isso de forma simples e gerenciar a sua equipe com mais velocidade e assertividade.

Preparado para aprender o que é o Cumulative Flow Diagram e entender como ele funciona para aplicar em sua empresa? Então continue lendo:

Afinal, o que é o Cumulative Flow Diagram?

O CFD é definido de forma bem simples como um gráfico de acompanhamento do que ocorre no projeto. Com ele, conseguimos rastrear e prever quando serão concluídos os trabalhos. Assim, torna-se possível antecipar a necessidade de mudar o fluxo e/ou os processos internos.

Dessa forma, conseguimos ver com facilidade o WIP (que já falei anteriormente no blog aqui!), a quantidade de trabalho que entra em um comparativo com o que é entregue. Isso nos permite acompanhar o tempo que já foi gasto no projeto e, o escopo total dele.

Como eu construo um Cumulative Flow Diagram?

O seu CFD é construído com base em uma tabela que nos mostra o fluxo de trabalho do sistema. Sendo elas: itens de trabalho a fazer, tarefas em desenvolvimento e, as tarefas que foram entregues.

Como funciona o Cumulative Flow Diagram?

O CFD é um gráfico simples de se entender o funcionamento. Ele mostra a quantidade de trabalho a fazer (Backlog), quantas tarefas estão sendo feitas (WIP) e quantas foram entregues. Com esses dados, conseguimos verificar os gargalos de nossa equipe e melhorar os processos.

Assim, é possível analisar o que influencia nossas entregas, se as demandas novas atrapalham as antigas e, delimitar a quantidade de trabalho em progresso que estamos realizando, sempre de acordo com as entregas do time.

É importante lembrar que o CFD não é utilizado como o gráfico de Burndown, por exemplo, já que seu objetivo é o de trazer agilidade para a equipe e gerar menor leadtime, não o de alterar o sistema.

Qual a importância de medir a saúde dos meus processos?

Medir a saúde do nosso processo é vital para descobrirmos onde estamos errando e debatermos o que podemos fazer para melhorar isso. Dessa forma, aumentamos cada vez mais a agilidade do nosso time, mantendo sempre o ritmo de nossas entregas na média.

Como resultado, conseguimos aumentar as entregas, diminuir as filas do working in progress e ter um menor leadtime. Esses são alguns dos benefícios que temos ao adotar o CFD em nosso time.

Como eu sei que tenho um gráfico CFD ideal?

É bem simples de responder essa questão. Quanto menor for a diferença das tarefas a fazer para o meu WIP e entregas realizadas, mais ágil é o meu fluxo.

Portanto, torna-se importante analisar que, se a quantidade de trabalho a fazer está diminuindo, significa que o nosso processo está indo no caminho certo. Dessa forma, não sobrecarregamos ninguém do time e conseguimos entregar valor para o cliente.

Conclusão

O Cumulative Flow Diagram ou CFD, é essencial para analisar e entender onde estão os gargalos em nosso processo. Destacamos a palavra analisar, porque ele não deve ser utilizado para modificar o sistema de trabalho, e sim, para nos gerar insights do que podemos melhorar.

Vale lembrar também que o CFD nunca deve ser usado como uma meta de entrega do seu time, uma vez que ele é um gráfico de análise, conforme falamos acima.



Ainda não conhece o Acelerato? Não perca tempo, acesse agora e cadastre-se gratuitamente clicando aqui