Um call center é um importante canal de contato entre empresas e clientes. Isso, mesmo se tratando de um setor interno da companhia ou quando ela terceiriza esta operação. Agora, como montar um call center?

Independente da estratégia adotada, montar um call center pode ser um negócio muito lucrativo ou uma grande dor de cabeça. Segundo dados utilizados pelo Sebrae, em 2016 o setor movimentou cerca de R$ 46 bilhões e um custo inicial de cerca de R$ 32 mil.

Quer aprender como montar um call center e entender se essa é a melhor estratégia para você? Então continue lendo.

Mas, o que de fato é um call center?

O conceito de call center nasce a partir da ideia de somar marketing, comunicação e vendas dentro de uma só ferramenta. O setor, que hoje registra um crescimento de cerca de 8% por ano, faturando cerca de 20 bilhões de reais a cada período de 12 meses, mostra-se atualmente como um importantíssimo segmento empresarial no Brasil.

Basicamente, dois fatores, em especial, contribuíram para que call center se tornasse uma ferramental de vital no contexto empresarial brasileiro. Primeiro, a popularização das linhas telefônicas e, em segundo lugar, a criação do código de defesa do consumidor.

 

Como montar um Call Center de fato?

Para montar um call center, no entanto, o empresário deve se preparar de maneira adequada, moderna e metodológica, afim de prestar um serviço que vá de acordo com as exigências do público. Definimos quatro pontos fundamentais para todos que buscam como montar um call center:

  • Crie um projeto
  • Conheça a concorrência
  • Trace estratégias e esteja atento à complexidade do negócio
  • Busque auxílio profissional

Agora, vamos nos aprofundar em cada um destes pontos:

Crie um projeto

Desenvolver um projeto é fundamental. Há alguns princípios básicos do plano de negócios para montar um call center, como por exemplo:

  • Colher o máximo de informações sobre o assunto;
  • Estabelecer objetivos práticos;
  • Prever resultados;
  • Definir a tecnologia que será utilizada;
  • Montar a estrutura;
  • Mapear o custo financeiro;
  • Desenvolver o método de marketing que será utilizado dentro do call center;
  • Definir modelo para contratação e perfil ideal para as vagas;
  • Treinamento para os colaboradores;
  • E muito mais!

Conhecer a concorrência é fundamental

Adaptar o call center às necessidades de sua empresa é uma tarefa mais difícil do que se pensa. Trata-se de um segmento repleto de particularidades e, diante disso, é importante que o empresário vá a campo para conhecer a sua concorrência, observar o número de profissionais envolvidos e principalmente a tecnologia empregada. Isso gera economia de tempo e de recursos.

Trace estratégias e esteja atento à complexidade do negócio

Estar atento a todos os conceitos que englobam um sistema de call center é tarefa fundamental para o empresário. São exemplos de algumas das operações mais comumente utilizadas dentro deste segmento: Atendimento ao consumidor, televendas, telemarketing, ouvidoria, cobrança e help desk.

Além disso, o call center ainda é dividido em três tipos de diálogo com o público: ativo, receptivo e misto.

Auxílio profissional

Outra recomendação para quem está mergulhando no segmento de call center é procurar por ajuda profissional e comprovadamente eficiente.

É neste sentido que o Acelerato, pode ser uma solução para o seu negócio. O Sistema Acelerato é uma ferramenta online que permite que o atendimento seja realizado de maneira eficiente a qualquer momento e a qualquer lugar, o que acaba agilizando todo o serviço.

 

Viu como montar um call center pode ser uma ação mais complexa do que abrir um setor ou mesmo uma nova empresa?

 

Quer receber as últimas novidades sobre atendimento? Então inscreva-se na newsletter no canto superior direito desta página.



Ainda não conhece o Acelerato? Não perca tempo, acesse agora e cadastre-se gratuitamente clicando aqui