Numa primeira perspetiva, imaginamos que numa empresa para comandar uma equipe, é necessário ser “Chefe” dela, mas na realidade não é bem assim. O que importa para uma equipe é ter um “Líder”. O Chefe e o Líder não são definitivamente a mesma coisa.

Tudo começa quando numa entrevista de trabalho o dono da empresa faz aquela pergunta ao candidato, “o que você acha que a empresa lhe pode oferecer e onde você pretende chegar?”. O candidato responde que espera uma empresa sólida e com perspectivas de crescimento, onde futuramente possa ocupar um cargo de chefia, ser um supervisor, coordenador ou até mesmo um gerente…

  • Mas será que o indivíduo sabe o que este cargo pode exigir?
  • Será que ele próprio sabe que é necessário ter um determinado perfil para desempenhar essas funções?
  • Será que pretende desempenhar este cargo pensando na contribuição que pode dar à empresa, ou pelo contrário só para atingir objetivos pessoais?
  • Será que todas as pessoas nascem com características para ser um chefe ou ser um líder? Ou as atitudes de liderança e chefia podem ser ensinadas?

Todas estas questões irão ser respondidas neste artigo. Comecemos então por entender as principais diferenças entre ser um Chefe e ser um Líder.

Chefe ou líder?

 

Chefe

  • Tem a tendência para “comandar” pessoas, impor ordens e ser autoritário, remetendo-se a um cargo de posição hierárquica;
  • Geralmente centraliza o poder e pensa apenas em resultados e lucros;
  • Tem autoridade, o direito legal de tomar determinadas decisões;
  • Espera obediência do colaborador e demanda que as atividades sejam feitas de acordo com as suas ordens e no momento em que ele pede;
  • Atribui a responsabilidade a equipe quando algo não dá certo e se vangloria quando um objetivo é alcançado;

Líder

  • Tem a tendência para “conduzir” pessoas e as inspirar, remetendo-se a uma posição de grande influência e impacto no grupo;
  • É um motivador da sua equipe, mostra a direção e vai junto, pois só assim alcança os resultados;
  • Responsabiliza-se junto com a sua equipe quando algo não dá certo e divide a glória quando o objetivo é alcançado;
  • Foca no desenvolvimento das pessoas e no negócio. Seu comportamento é o de estimular as pessoas no desenvolvimento das estratégias da empresa.

 

#FicaDica

monge e o executivoNa sequência é oportuno recomendar a leitura de um livro, “O Monge e o Executivo“, de James C. Hunter, para todo aquele que exerce ou pensa exercer um cargo de liderança.

Ao ler este livro tomei conhecimento que existe um enorme abismo entre gerenciar a liderar, pois ninguém gerencia pessoas e sim números ou algo parecido, já a verdadeira liderança tem a ver com gente, com pessoas dotadas de personalidades diferentes e sentimentos que precisam de cuidado, atenção e principalmente respeito pelo que são e não pelo que podem oferecer ou produzir.

O livro propõe ainda de maneira evidente e muito assertiva que com muito amor, dedicação e humildade é possível fazer com que os liderados sigam o líder por vontade própria e de forma confortável atinjam os objetivos almejados.

Após a leitura, descobri que a verdadeira essência da liderança é a de servir em todos os sentidos da palavra (funcionários, familiares, amigos…). A base da liderança não é o poder mas sim a autoridade conquistada com amor.

“O Monge e o Executivo”, nos direciona para o questionamento de outro ponto importante:

O lado Humano do Líder

O personagem do executivo deste livro ao ver que estava atravessando um momento de crise no trabalho e no ambiente familiar, resolve passar um tempo em um mosteiro para encontrar-se e, junto com outros personagens, questionar e obter respostas da verdadeira essência da liderança.

  • Para liderar, é preciso colocar em primeiro lugar os outros, é necessário diminuir o ego e escutar. Aprender que para ser respeitado é preciso respeitar.
  • É preciso dar-se aos outros. Dar atenção, apreciação, incentivo.
  • Precisa ser dinâmico, deve agir. Lembrando que:
    • Intenções – Ações = NADA e que Intenções + Ações = VONTADE/ CONCRETIZAÇÃO
  • Necessita ter a noção de compromisso, o seu comportamento tem de estar de acordo com os seus objetivos. Reserve um minuto para examinar o seu desempenho.
  • Tenha a capacidade de elogiar e de repreender seus subordinados quando tiver que ser, pois para ambas as situações os ajuda a melhorar.

Sem margem para dúvida, o que é mais importante para uma empresa é realmente ter um Líder. Uma pessoa com cabeça (para pensar), tronco (para sustentar uma equipe) e membros (para agir).

Torne-se num líder de Sucesso

  • Ao invés de fazer o que você deseja, pergunte a si mesmo o que é essencial para o negócio e entenda o que precisa ser feito. Assuma compromisso apenas com uma meta de cada vez.
  • Os bons líderes sabem desenvolver seus funcionários. Dão oportunidades a todos os membros da sua equipe que demonstram talentos, promovendo assim suas habilidades. Desenvolver o potencial dos funcionários faz com que os resultados fluam mais rápido.
  • Foque nas oportunidades e não nos problemas. Para ser um bom líder é necessário entender que grandes conquistas vêm por meio de grandes desafios. Um líder bem-sucedido é aquele que inspira e motiva, driblando os desafios de forma eficaz e com a ajuda de uma grande equipe.

Todos nós nascemos com atitudes de liderança. Uns não desenvolvem, porém outros ambicionam chegar longe e se tornar um líder Coach.

Torne-se num líder Coach

  • Num profissional que se destaca em seu grupo por ter a capacidade de tomar decisões com maior assertividade, pois é mais preparado para lidar com situações adversas, pressões e com o estresse do dia a dia de uma empresa.
  • Tenha plena confiança das suas atribuições, mas também saiba ser flexível. O líder coach conhece as qualidades dos seus liderados e, por isso, sabe delegar tarefas e dar os feedbacks necessários para o crescimento de cada um e da empresa.
  • Seja um empreendedor, criativo, ousado e capaz de inspirar seus colaboradores por meio de seus exemplos, sejam eles profissionais ou pessoais.

Por muito que você saiba ou que você seja, aposte sempre na qualificação, a fim de exercer corretamente a sua função de Liderança.

Quando você faz a escolha de ser um líder, saiba que algumas coisas você deverá deixar de lado: Ego, por exemplo. Em troca, porém, você vai ganhar uma atmosfera de colaboração e cordialidade.

Lembre-se de que uma autêntica autoridade vem de quem você é, não o que você diz. Chefes, o mundo já está lotado! O que está faltando são grandes líderes.

E aí, já sabe qual é o melhor para sua empresa?

fonte: http://www.sbcoaching.com.br/blog/executive-coaching/lideranca-e-coaching/diferenca-chefe-e-lider

 



Ainda não conhece o Acelerato? Não perca tempo, acesse agora e cadastre-se gratuitamente clicando aqui