Uma das principais atividades em gestão de projetos é definir o escopo do projeto. É a partir dele que se define o que será realizado, em qual prazo e a que custo.

Quer aprender mais sobre o que é escopo do projeto, a importância de defini-lo e como é o escopo em projetos ágeis? Então continue lendo!

Afinal, o que é Escopo do Projeto?

De acordo como PMBOK, a bíblia do Gerenciamento de Projetos, escopo do projeto:

é o trabalho que precisa ser realizado para entregar um produto, serviço ou resultado com as características e funções especificadas

Em outras palavras, é aquilo que a empresa se compromete a entregar ao cliente que demandou o projeto.

Por que definir o escopo do projeto é uma das atividades mais importantes na gestão de projetos?

Definir o escopo do projeto é uma das atividades mais importantes antes de começar o desenvolvimento do projeto em si. Isso, pois é o escopo que vai orientar todo o planejamento e acompanhamento do projeto.

São diversos fatores pertinentes que devem ser definidos no escopo do projeto, como por exemplo, prazos, custos e equipes envolvidas.

Confira 10 dicas para gerenciamento de projetos!

Quando o escopo do projeto é bem definido é possível antecipar os riscos à sua conclusão. Inclusive, criar estratégias para evitar essas situações.

Além disso, um escopo de projeto bem definido também ajuda no clima dentro da equipe de projetos pois evita conflitos, discussões e atritos. Inclusive, sendo muito importante para a eficiência do time de projetos.

Ter o Escopo fechado antes do projeto começar também evita atritos entre a empresa e o cliente, pois o contratante já sabe, desde o começo, quando o projeto deve ser concluído e quanto isso deve custar.

O escopo do projeto deve ser definido, documentado e disponível para consulta a qualquer momento. Por isso, adotar uma ferramenta de projetos é fundamental para o sucesso deste tipo de processo.

Escopo Aberto X Escopo Fechado

Há diferentes tipos de escopo possíveis para se começar um projeto.

Escopo Fechado – É quando todos os requisitos necessários e desejados do projeto estão mapeados (e documentados). Foi o tipo de escopo que falamos até agora.

Escopo Aberto – Neste caso, os requisitos não foram definidos rigidamente antes do início da execução do projeto. Há vantagens e desvantagens para todos os envolvidos em um projeto de escopo aberto.

Escopo do Projeto e Gestão de Projetos Ágeis

As metodologias ágeis encaixam muito bem com projetos com escopo não definido ou com mudança constante de requisitos.

Lembre-se do quarto valor do Manifesto Ágil: “Responder a mudanças mais que seguir um plano.

Mas isso não impede aplicar as metodologias ágeis em projetos de escopo bem definido também. Um bom alinhamento inicial pode ajudar muito, por exemplo, na construção do backlog, definir as competências que os envolvidos precisam ter e até no planejamento de cada sprint.

O que acontece é que os projetos ágeis têm uma maior facilidade de adaptação à mudanças. Por isso, há especialistas que dizem que projetos ágeis não precisam de escopo definido. Porém, sempre que possível, defina bem o escopo do projeto mas esteja aberto a mudanças.

Inclusive, uma das responsabilidades do Product Owner é gerenciar o escopo do projeto, visando que o trabalho do time resulte em valor para o cliente.

Quer conhecer mais sobre o que faz um Product Owner? Então leia nosso e-book exclusivo sobre o tema!

Como lidar com mudanças no escopo?

Até o melhor e mais detalhado dos escopos fechados baseado no método tradicional de gestão de projetos não está livre de mudanças durante sua execução.

Por isso, é importante ter certa flexibilidade durante os projetos e estar preparados para mudanças. Para ajudar leia o artigo “Como lidar com mudanças durante um Projeto?”. Nele listamos as seguintes dicas:

Para realizar uma boa gestão de projetos ágeis é preciso assertividade e precisão. Por isso, adotar uma ferramenta de gestão de projetos pode contribuir muito para a sua gestão.

O Acelerato, por exemplo, possui ferramentas que fazem a estruturação do projeto de maneira simples, verificam prioridades, medem a produtividade e acompanham a evolução em cada etapa do projeto ágil.

Conclusão

Como vimos ao longo do artigo, independente do tipo de metodologia de gestão de projetos, ágil ou tradicional, ter o escopo do projeto bem definido desde o começo ajuda muito no seu desenvolvimento.

Porém, há casos onde escopos abertos são mais indicados e independente disso lembre-se que mudanças podem acontecer a qualquer momento.

Agora que você compreende as vantagens de definir o escopo do projeto, como este processo é executado no seu negócio? Queremos te ouvir!



Ainda não conhece o Acelerato? Não perca tempo, acesse agora e cadastre-se gratuitamente clicando aqui