A saúde financeira de qualquer empresa, independente do porte ou segmento, passa por pagar e receber suas contas em dia. Porém, quando há inadimplência de clientes, todo o planejamento financeiro do negócio pode ir por água abaixo.

Preparado para aprender as melhores dicas para solucionar a Inadimplência de clientes? Então continue lendo:

Mas quais as consequências de ter uma alta Inadimplência de clientes?

Há diversas consequências negativas quando a empresa não recebe os pagamentos de seus clientes no prazo certo.

A empresa faz um planejamento financeiro baseado em seus recebíveis, para assim pagar suas despesas, como folha salarial, manutenção de instalações etc.

Assim, quando um cliente descumpre um prazo, automaticamente surge um buraco nos cálculos, o que afeta seu fluxo de caixa.

A inadimplência de clientes pode levar a empresa a ter dificuldades para arcar com suas obrigações com fornecedores e/ou prestadores de serviço. Em outras palavras, um alto número de clientes inadimplentes pode tornar a organização também inadimplente.

Além disso, surge uma situação constrangedora entre o consumidor e a empresa, que, dependendo de como conduza o caso, pode acabar perdendo o cliente e não conseguindo receber o que deveria.

Principais motivos e formas de prevenir a inadimplência

Há várias formas de prevenir a inadimplência de clientes e o primeiro passo é identificar os motivos dos atrasos. Por isso, é importante contar com um bom setor de contas a receber. Acredite, as causas podem variar muito, principalmente de acordo com o porte e modelo de negócio da empresa.

Há alguns motivos para a inadimplência que são mais comuns, por exemplo:

  • Esquecimento;
  • Sazonalidades;
  • Crises econômicas e/ou perda de fonte de receita.

Esquecimento

Um dos motivos de uma parcela considerável das inadimplências é o esquecimento dos prazos. Nesse caso, o atraso ocorre não porque o cliente não tem como pagar ou está disposto a dar um calote, mas por que perdeu os prazos por conta da rotina e distrações.

Por isso, é fundamental que as empresas desenvolvam estratégias para alertar os clientes quando o prazo de um pagamento estiver se aproximando.

Essa ação pode ser feita, por exemplo, através de sistemas que possibilitem notificar o cliente automaticamente quando o vencimento de uma conta estiver chegando. Isso pode ser extremamente útil, inclusive, para evitar dúvidas do consumidor, por exemplo, sobre débitos que vencem em finais de semana ou feriados.

Sazonalidades

Outro motivo bastante comum para a inadimplência de clientes se relaciona com sazonalidades. Existem períodos, em especial os meses iniciais do ano, em que o nível de inadimplência costuma ser mais elevado. Isso acontece pois os clientes (nesse caso pessoas físicas) possuem uma grande carga de obrigações como IPTU, IPVA, matrícula e material escolar, etc.

É possível diminuir a inadimplência pensando no lado do cliente e buscando formas de facilitar pagamentos. Porém, avalie caso a caso, principalmente, histórico do cliente e se não irá comprometer as contas do negócio.

Há diversas alternativas para flexibilizar pagamentos, seja com cartões de crédito ou sistemas de pagamento on-line. Além disso, negociar a dívida e oferecer um novo parcelamento pode ajudar muito nesse processo.

Além disso, a tradicional avaliação de histórico do cliente também ajuda bastante a evitar vender para maus pagadores.

Crises econômicas e/ou perda de fonte de receita

Quando o país enfrenta uma crise econômica é comum vermos o números de clientes inadimplentes aumentar. Isso ocorre, na maioria das vezes, por algo que o cliente não consegue controlar: a perda do emprego.

Muitas das dicas sobre flexibilização de pagamento que demos quando falamos de Sazonalidades podem ser aplicadas nessa situação também.

Quando a flexibilização não for o suficiente, é importante fazer com que aquele cliente priorize aquela dívida nas que possui. Uma boa estratégia é lembrar a ele das consequências para o não pagamento, como cancelamento do serviço e em último caso o seu cadastro em listas de maus pagadores, como o SPC.

Outro ponto é trabalhar a fidelização de clientes e oferecer vantagens para os que sempre cumprem os prazos.

Como, de fato, reverter a inadimplência de cliente

Quando a inadimplência já se concretizou, não tem jeito, a solução é cobrar.

Contudo, antes disso, é necessário analisar o cliente para determinar a forma como a cobrança será feita. Para isso, é preciso levar em consideração, por exemplo, a recorrência no descumprimento dos prazos e a relevância daquele consumidor para o negócio.

É importante fazer a cobrança logo após o vencimento do prazo determinado, não deixando chegar ao ponto de haver duas ou três contas em aberto.

Além disso, é essencial saber cobrar de maneira cordial e manter um bom relacionamento com o cliente inadimplente. Assim, uma boa tática é, de início, tratar a cobrança apenas como um lembrete de prazo. Isso evita constrangimentos e torna o processo mais amigável, ainda mais quando for o caso de inadimplência por esquecimento de data.

Outro fator fundamental é a empresa se mostrar disposta a uma negociação. Assim, aumentam as chances do cliente conseguir quitar a dívida, o que pode ser feito através de apresentação de alternativas pagamento.

Conclusão

Agora que você conhece as principais causas e boas táticas para reverter a inadimplência de clientes, está na hora de analisar as contas do seu negócio.

Será que todos os seus clientes estão realizando os pagamentos em dia? Será que o setor de contas a receber não precisa de um reforço?

Não negligencie a saúde financeira do seu negócio ou as consequências podem ser terríveis.

——————————————————————————————-



Ainda não conhece o Acelerato? Não perca tempo, acesse agora e cadastre-se gratuitamente clicando aqui