Se você está acostumado com o mundo corporativo, sabe que Feedback é uma palavra comum neste meio e também sabe da sua extrema importância para orientar alguém ou uma equipe inteira durante seu desenvolvimento. 

O Feedback é uma maneira de investir na relação entre empresa e colaborador com o objetivo de melhorar o desempenho profissional e estreitar relações. Dar um Feedback correto significa que o líder se importa com seu profissional e deseja ver sua evolução. 

Por que o feedback é importante?

Segundo a pesquisa FIA Exmployee Experience (FEEx) feita com mais de 150 mil funcionários em 300 empresas brasileiras, 88% dos participantes acreditam que os feedbacks têm o potencial para melhorar o desenvolvimento profissional quando realizado de modo satisfatório.

Cada vez que uma tarefa nova é realizada, é necessário comunicar se ela gerou o resultado esperado e se as pessoas estão satisfeitas. O Feedback correto entra como uma ferramenta que irá expor a opinião profissional de outra pessoa sobre a tarefa, baseando-se em argumentos sólidos.

O Feedback sempre precisa trazer a proposta de algo construtivo, ao invés de destrutivo. Afinal, diminuir alguém em um ambiente de trabalho não é profissional. 

Em uma corporação, os feedbacks são necessários para que os profissionais entendam como os outros estão vendo seus trabalhos, destacando sempre pontos fortes e pontos a serem melhorados no seu desempenho. Fazendo com que eles busquem melhorias e esforço para boas performances e, consequentemente, bons resultados.

O Feedback também é importante para a própria empresa, pois ajuda ela a aprimorar sua equipe e, consequentemente, seus serviços e produtos com profissionais qualificados.

Cada situação irá exigir um tipo diferente de Feedback correto, podendo ser:

  • Feedback positivo

Este método busca reconhecer os pontos positivos no trabalho de alguém, podendo ser um elogio ou cumprimento, por exemplo. É uma ótima forma de manter a motivação de um funcionário, além de reforçar comportamentos bem-sucedidos.

Cabe ao líder sempre reconhecer um trabalho bem feito, pois a falta deste Feedback pode causar desmotivação, insatisfação e insegurança.

  • Feedback negativo

Aqui a atenção precisa ser redobrada. Quando falamos sobre ser negativo, a intenção nunca será repreender alguém com grosseria ou sermões, mas sim, levantar argumentos sólidos sobre o erro que determinado funcionário cometeu.

O líder precisará pontuar o problema que aconteceu de forma que seja uma crítica construtiva e jamais comparar o desempenho de dois funcionários diferentes, pois além de incitar a rivalidade, não irá agregar em nada.

Fizemos um vídeo muito interessante sobre Feedback Negativo e você pode conferi-lo aqui!

  • Feedback Construtivo

Este pode se assemelhar muito com o positivo, mas a diferença é que no construtivo, o líder irá dar um caminho para seu funcionário seguir através de estratégias para maximizar seu desempenho.

Quer saber mais sobre o Feedback Construtivo e sua importância? Veja mais!

  • Feedback Corretivo

Pode se dizer que este tipo de Feedback é uma evolução do Feedback negativo, pois se faz necessário quando o profissional comete erros e apresenta uma performance abaixo do esperado de acordo com suas metas. Ter uma boa conversa e orientar o colaborador sempre a melhorar são o essencial para que ele entenda o que está fazendo de errado.

Também é importante ressaltar que este Feedback seja feito em privado para não expor ninguém de maneira desnecessária.

  • Feedback 360º

Esta modalidade de Feedback irá incluir múltiplas opiniões, pois neste caso, colaboradores, líderes e equipes irão se avaliar mutuamente dando e recebendo perspectivas diferentes.

Como escolher o Feedback correto e o melhor momento?

Geralmente, os melhores feedbacks positivos (como um elogio, por exemplo) são aqueles feitos logo após a situação ocorrida, justamente para não se perder o timing e para que o colaborador sinta que sua ação trouxe consequências positivas. Isso também é válido para o Feedback corretivo, pois trata-se de uma situação que necessita de ajustes.

Além dos pontuais, também é interessante manter uma constância de feedbacks podendo ser um por mês até a cada três meses, como são os casos de feedbacks construtivos e 360º.

Os benefícios de um Feedback

Quando uma empresa se preocupa com seus colaboradores e se propõe a manter feedbacks, ela com certeza terá benefícios que vão além de melhora na qualidade do trabalho, como por exemplo:

  • A empresa mostra empatia com seu colaborador, tornando a relação mais sólida
  • diminuição de turnover, pois a equipe demonstra melhor desempenho
  • é um alerta para o colaborador tomar conhecimento de algumas atitudes que precisam ser revistas, evitando demissões surpresas
  • Maior proximidade entre gestor e colaborador
  • Dá mais confiança ao funcionário sabendo que ele pode contar com seu líder e com a empresa para melhorar o desempenho

Conclusão

Independente de qual Feedback seja aplicado, é importante se lembrar de sempre manter o respeito pelo próximo e lembrar que palavras também podem machucar. Mantenha sua opinião sempre de maneira profissional sem a interferência de terceiros ou do externo, foque apenas no profissional. Como líder, aprenda a escutar seus subordinados quando eles tiverem algo para falar a respeito da perspectiva deles sobre você.

Manter relações transparentes sempre será o caminho mais saudável para construir boas relações dentro de uma empresa.

feedback correto

Ainda não conhece o Acelerato? Não perca tempo, acesse agora e agende uma demonstração com um de nossos especialistas clicando aqui