Atualizado: 27/01/2022

Afinal, o que é Persona?

Para aumentar as chances de crescimento e sucesso de um negócio é preciso direcionamento.

Se você quer chegar a algum lugar, precisa saber para que lado correr, e é aí que a definição de persona entra.

A expressão “Persona” nada mais é do que a construção de um cliente idealizado.

Em um empreendimento, definir quem é o comprador, quais são suas características, necessidades e vontades é essencial para uma boa estratégia de marketing.

Desta forma é possível trazer conteúdos relevantes para um público previamente determinado, por exemplo.

No entanto, para uma criação assertiva, tudo deve ser baseado em dados reais relacionados à observação de comportamentos e características demográficas dos seus clientes, assim como motivações, preocupações, objetivos e desafios.

Vale destacar que, dentro das estratégias de marketing, a persona de uma empresa não precisa ser, obrigatoriamente, única, é possível criar mais de um tipo de cliente ideal para o mesmo empreendimento.

COMO FAÇO O MAPEAMENTO DE MINHA PERSONA?

Entender com quem iremos nos comunicar é ideal para não errar. Conhecer seus hábitos, suas necessidades e como podemos melhorar sua vida é essencial para sua empresa. Dessa forma, conseguimos entender como a nossa solução pode ajudar ela com seu problema. 

Por isso é tão importante definir a nossa persona sem negligenciar o processo ou baseá-lo em achismos. Para norteá-lo, algumas perguntas que precisamos responder são:

  • Seu gênero;
  • Faixa etária;
  • Cargo;
  • Renda;
  • Entender suas dores e como podemos saná-las;

Responder essas perguntas básicas norteará sua comunicação e abordagem. Isso evita errar o momento de contato com o cliente. Assim, não se cria uma resistência dele com o seu produto. 

QUAL O CANAL QUE ELA INTERAGE

Entender em quais canais sua persona encontra-se é primordial para mapear sua jornada dentro da empresa. Redes Sociais como o Facebook, Instagram, WhatsApp e até mesmo o LinkedIn ou um e-mail, podem ser os meios mais acessados pelo seu consumidor.

Por isso, mapeá-los é importante. Isso evita desperdícios de recursos e tempo. Além disso, realizando esse estudo de forma adequada, evitamos incomodar o consumidor. Uma vez que você pode entrar em contato com ele por um canal que ele não acessa ou não gosta.

QUAL A FREQUÊNCIA DE NOSSA COMUNICAÇÃO

Esse ponto é fundamental para o sucesso de sua comunicação. Por isso, devemos considerá-lo desde o primeiro momento, até o pós-compra. 

Isso pode ser algo simples, como alguém procurando na internet um lugar para tomar um cafezinho e ser convencido de que o seu estabelecimento é o ideal. Mas ele pode ser mais longo, como o de um cliente que busca contratar um sistema de ERP para seu supermercado e está buscando a solução mais completa para os seus problemas.

ONDE COMEÇA E TERMINA NOSSA COMUNICAÇÃO

Ela começa a partir do momento em que seu prospect busca uma solução para seu problema. Por isso, é preciso impactá-lo desde o primeiro momento, mas da maneira correta. 

Nesse estágio, podemos utilizar comunicações mais simples, como textos no blog da empresa e posts em suas redes sociais. Após isso, o cliente começa a entender e a considerar a sua solução para sua dor. 

Outra alternativa seria criar um tutorial bem exemplificado ou entrar em contato por meio de uma ligação, assim não perdemos uma potencial venda. 

Logo depois desse estágio, o consumidor encontra-se no momento de decisão de compra. Logo, esse é o momento para oferecer sua solução como um teste sem compromisso, mostrando na prática como você consegue ajudá-lo com sua dor.

Mas lembre-se, caso o pós vendas não seja bem executado, seu cliente pode ficar insatisfeito e não realizar mais negócios com sua empresa. Por isso, oferecer um SAC que se adeque às suas expectativas, bem como manter sempre uma relação cordial, apresentando as novas funcionalidades, por exemplo, são pontos importantes. Isso aumenta os seus índices de fidelização, o que pode até mesmo gerar uma indicação para algum conhecido.

Tendo isso em mente, vamos entender quais são os benefícios da jornada do cliente para o seu atendimento!

MAS, ENTÃO, PERSONA É SINÔNIMO DE PÚBLICO-ALVO?

Não, apesar de serem conceitos bem parecidos, eles não são a mesma coisa.

Quando falamos de público-alvo o conceito é mais abrangente, ou seja, ele pega uma parcela da sociedade, de um forma mais geral e não considera detalhes pessoais desses indivíduos.

Por exemplo,  mulheres, entre 25 e 45 anos, moradoras de capitais, com renda entre R$2000 e R$5000, que gostem de fazer as unhas semanalmente.

Por isso, fazer um planejamento e conhecer os caminhos que sua empresa quer seguir é importante, em alguns casos, definir o público-alvo vai ser suficiente. 

Mas, se você quer criar uma comunicação mais assertiva, é essencial prestar atenção aos feedbacks dos clientes e ao tom de voz usado na definição feita pela persona. 

É essa interação com eles que proporciona a reparação das falhas de um produto ou serviço em relação às expectativas do consumidor, assim como o surgimento de novas ideias para se trabalhar.

Boas plataformas de atendimento ao cliente e gestão de projetos são promissoras nesse quesito, como no caso do sistema Acelerato, por exemplo, a gestão é feita de qualquer lugar e a qualquer momento.



Ainda não conhece o Acelerato? Não perca tempo, acesse agora e agende uma demonstração com um de nossos especialistas clicando aqui